sábado, 29 de novembro de 2008

AULA DE REDAÇÃO

Mais material.
Aconteceu neste sábado um encontro de redação muito produtivo. Aproveito para disponibilizar o arquivo da aula de hoje e peço a todos que reflitam sobre as questões propostas.
Hasta,
raoni.

AULA DE REDAÇÃO

P.S: escrevam, e escrevam, e escrevam...

7 pitacos:

Marina disse...

Professor, eu sou a Marina do 2º ano da Contec - V.V., que assistia suas discursivas, lembra?
Entrei no blog, como você sugeriu! Gostei muito do conteúdo, andei "roubando" algumas coisas por aqui.. rs ;)
Tenho certeza de que irão ajudar bastante.
Um beijo!

Sara disse...

Oi Raoni! Provavelmente você não se lembraria quem sou eu hehe, mas você me deu aula no pre vestibular na escola Contec de V.V., no ano de 2007. Bem, um ano depois um amigo meu me pediu ajuda pra lidar com a segunda fase do vestibular, mais específicamente com a redação. Estou feliz de ter lembrado do seu blog, trabalho bem útil o seu por aqui. Espero que o blog continue, e, quem sabe, qualquer dia desses nos esbarramos por aí (vou mudar meu curso pra letras português, quem sabe...). Passei só pra parabenizar mesmo (e acabei escrevendo um texto!). Até!

E.'.M.'.A.'. disse...

Entre um dia e outro

Eu não era muito, mas todo dia eu construía.
O amor era calmo e mesma coisa todo dia.
Este tempo confortável não era o que queria,
talvez eu quisesse mais do que podia,
talvez meus sonhos são alto demais pro meio em que vivo.
Mas com as perdas é a força que me inspira
e aquece qualquer sangue frio.
Hoje minha voz soa baixo, minha presença é partida.
Ficou os sonhos, uma chance, um caminho certo e errado,
parece exagero, medo e complicado.
Dentro do possível arrisco todas as possibilidades,
é difícil aceitar meu exílio, é um egoísmo necessário.
Eu não posso ser mais do que um passageiro em uma vida de passagem;
Eu não posso ser anjo que meus desejos me levariam ao pecado;
Eu não posso ficar porque meu coração é selvagem e acomodado;
Eu não posso querer, mas sempre quero.
Os meus olhos dão poesia e magia a vida,
Incrédulo, não me surpreenderia se tudo que acredito fosse mentira.
Sinto falta da cachoeira, da montanha,
de uns momentos que eu mesmo criei,
mas espero ansiosamente a minha vez.
Às vezes quero ser herói e assim viro o vilão.
Meus amigos são guerreiros e também enfrentam o dragão.
A coragem é uma arma que devemos usar,
Sabe-se lá como será os próximos segundos.
É vida é difícil, mas a todo tempo temos que confiar em si mesmo.
Não posso evitar o sol e nem a tempestade.
Abro portas e elas se tornam pesadas quando as fecho.
Parece injusto, então não paro de pensar e fico até sério.
Eu não posso salvar o mundo,
mas tenho planos para tudo que meus olhos podem alcançar.
Vivo o agora ciente que o meu é amor e estrada.

Anônimo disse...

Será que vou ter uma chance de ter uma coluna nesse blog???

[]'s



E.'.M.'.A.'.

Aniinha Garcia disse...

Olá Raoni estou aqui para te desejar otimas ferias sobre tudo um 2009 cheio de felicidades.
Um professor ético, realista e responsável em manifestar sua opiniões.Aprndi muito com vc esse ano, um grande abraço.
Ana Cecília(aluna do projeto not3)

Raoni Huapaya disse...

Muito obrigado! Agradeço o carinho de todos e em 2009 estaremos ainda mais atuantes neste blog.
iSaudações a Marina, Sara,pela colaboração, e a Aniinha pelo carinho.
intés,
rao.

Leandra disse...

Raoni, gostei muito do material que o senhor forneceu no blog! Não sou sua aluna, mas soube do endereço através de uma amiga. Obrigada pelas dicas e sucesso! Um abraço!